sexta-feira, 19 de agosto de 2011

ESPORTES: COLUNA DO ZÉ BOQUINHA

SELEÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL – Continuamos a dar vexame. Passamos 90 minutos assitindo a Alemanha jogar. Continuamos a respeitar as equipes mais tradicionais do futebol mundial e não conseguimos mais jogar o futebol ofensivo que sempre foi o nosso forte - e mesmo jogando muito mal ainda fizemos 2 gols. O nosso maior símbolo esportivo está sendo banalizado, qualquer jogador mediano, e alguns abaixo de medíocres, estão sendo convocados e escalados. Já dissemos que o Mano vai morrer abraçado aos amigos. André Santos não tem nenhuma condição. O meio de campo tem a criatividade e a iniciativa de uma ostra em coma. Não temos mais aquele homem de área que sempre fez a diferença. Pato não é nem de longe um atacante que imponha respeito e o Robinho não deveria mais ser convocado. Quanto ao sistema, se você coloca 3 volantes sem criatividade, apenas para marcar, você deveria ter pelo menos uma defesa mais compacta. Nem isso temos. O saldo até agora da era Mano Menezes contra as grandes seleções é o de derrotas para Argentina, França e Alemanha e um empate de 0 a 0 contra Holanda. Fiasco na Copa América e nenhuma base que possa nos dar confiança e acreditar num esquema vencedor.

SELEÇÃO BRASILEIRA DE BASQUETE – Também no basquete não iremos para o pré olímpico com o que temos de melhor, que já não é muito. Nossos principais jogadores estão fora e o mais incrível está acontecendo. O basquete brasileiro no seu todo precisa e muito da mídia e o técnico argentino não deixa a imprensa mostrar os treinamentos. Há muito tempo não revelamos ninguém e se não nos classificarmos para os Jogos Olimpicos de Londres em 2012, o esporte que já foi bi-campeão do mundo e o segundo do país estará no fundo do poço

BASQUETE DA NBA – A Liga profissional norte americana continua em greve e está longe de chegar a um acordo entre os proprietários das equipes e o sindicato dos jogadores. A greve é patronal, e neste momento não há mais a relação de trabalho entre as duas partes. Os jogadores não podem mais treinar pois os Ginásios estão fechados e não pode haver nem contato entre eles e a comissão técnica. Com inicio previsto para final de outubro, a expectativa não é boa, e poderemos não ter a temporada

Um comentário:

Alexandre Martins disse...

Vocês deviam abordar o Campus Pelé que jogou o time da nossa cidade no porão futebol nacional. Muito em função da omissão da antiga diretoria presidida por Eduardo Palhares que tenta se eleger na cidade de Jundiaí. Hoje o Paulista, com os poucos que lhe apoiam, brigam para que essa nojenta parceria vá para bem longe de Jundiaí.