domingo, 18 de setembro de 2011

Ciclovia na Av. Ferroviários: o fracasso de um projeto ruim e pessimamente planejado

O projeto implantado às pressas para beneficiar alguns moradores circunvizinhos de classe média-alta, fracassou em seu objetivo de mostrar a atenção que a prefeitura de Jundiaí tem com o meio ambiente e o bem estar do povo.

- por Marcus Guaicuru, Tesoureiro do PSL

Ciclovia fica vazia enquanto carros enfrentam congestionamento

Neste Domingo, após algum tempo de "inaugurada", a ciclovia do PSDB ficou às moscas com raríssimos ciclistas. O projeto implantado às pressas para beneficiar alguns moradores circunvizinhos de classe média-alta, fracassou em seu objetivo de mostrar a atenção que a prefeitura de Jundiaí tem com o meio ambiente e o bem estar do povo. Abandonada pelos ciclistas e repleta de Agentes de Trânsito e voluntários, a ciclovia causa congestionamentos intermináveis.

Para percorrer pouco mais de 800 metros, os motoristas são obrigados a parar na via e transitar a menos de 20 Km por hora entre 4 semáforos. Como a "área de lazer" foi mal projetada, péssimamente planejada e ridiculamente implantada entre algumas Avenidas importantes e em meio a diversos semáforos, a prefeitura é obrigada a transferir para o local ambulâncias, agentes de trânsito e diversos voluntários que têm a missão de proteger os escassos ciclistas que se aventuram pelo local, para que não se misturem ao tráfego de veículos.

Improviso: agentes de trânsito tentam garantir segurança de ciclistas

Tudo desnecessário, pois o engarrafamento do trânsito é permanente e a ausência de ciclistas, a tônica do projeto. Há, urgentemente, necessidade de mudanças em nossa cidade para que as maquiagens ridículas feitas pelos tucanos sejam extintas definitivamente.

12 comentários:

Anônimo disse...

Que o projeto foi feito as pressas, todos sabemos, mas dizer que o projeto é um fracasso é muito precipitado! estamos na terceira semana? tudo que é novo demora pra entrar nos costumes da população e apesar de tudo, é uma iniciativa! bons tempos quando a ferroviários abria aos finais de semana para ciclistas e pedestres.
Dizer que o projeto beneficia somente moradores do entorno classe média-alta é ridículo! olhe ao seu redor e veja como está enganado...

Anônimo disse...

André,

Como será que a imprensa oficial do psdb de Jundiaí (JJ e JC) irá publicar amanhã, a espetacular afluência de usuários à ciclovia?

Irão utilizar as fotos do dia da inauguração?

Ana Laura disse...

Finalmente alguém mais acha esse projeto ridículo, alem de mim. Só me dei conta de que a Av dos Ferroviários, ande passei minha adolescência andando de bicicleta aos domingos, não fechava mais para área de lazer depois que vi a divulgação dessa ciclovia ridícula, chupada da cidade de São Paulo, que tem o objetivo de acostumar o motorista com os ciclistas. Acham que Jundiaí, cidade onde as pessoas tem a cultura de irem à esquina de carro, está aberta à tolerar ciclistas na (falta de ) rua? Mais uma hipocrisia PSDBista... mais dinheiro público pra propaganda que ninguém vai ver...

Roberta Souza disse...

Passei pela Ferroviários hoje cedo e vi com meus próprios olhos o ridículo dessa "ciclovia". Fiquei quase 15 minutos parada no congestionamento para andar menos de 2 km! E só vi mauricinhos e patricinhas andando de bicicleta.

Ridículo é pouco. O PSDB perdeu todas as estribeiras, realmente não dá mais para aguentar essa palhaçada feita com o nosso dinheiro!

Carlão HP disse...

Andre quem vai pagar os 800 cones utilizados para o projeto da ciclovia ,nesses ultimos vinte anos de governo tucano agora esse projeto?Que cidade atrasada!Sou morador da Agapeama e o governo tucano retirou a unica area de lazer para o s ciclistas e pedestres que era a Av. Ferroviarios aos domingos.Andre por que você não faz uma materia sobre os pontos de ônibus instalados em cima do piso para cegos na calçada da 9 de Julho, ou então sobre a praça Raphael Avallone, localizada atras do Mc Donalds da 9 de julho onde existe uma academia ao ar livre a unica em Jundiai.Carlão Menegasso (Agapeama)

Anônimo disse...

O PSDB acabou com a educação e a segurança em SP. Agora quer acabar com o meio ambiente. Tá na hora de mudar. Sou apartidário, ok ?

Anônimo disse...

Também sou da Agapeama e sinto falta da época em que a Ferroviários era fechada aos domingos e iamos de bicicleta na avenida. Bons tempos aqueles !!!! Ai veio o Extra e sabe como é né !!! Entre beneficiar a população e beneficiar um empresário essa turma não pensa duas vezes: "QUE SE LASQUE A POPULAÇÃO!!!!"

Anônimo disse...

toma Jundiaí!!!quem mandou não se mobilizar, não lutar, não pleitear, agora parece ser tarde, pois as eleições estão ae e eles só aumentaram o poder de compra deles, parece não haver nada nem ninguém q não possa ser comprado nessa terra em tempos de maldição, isso inclui a mídia, acâmara, o fórum, o tribunal de contas, e toda a cambada de baba ovo q vive a mamar nas tetas do erário público e estão preocupados somente em garantir o seu, às custas do sofrimento de quem mais precisa.

Anônimo disse...

Como sempre falo "Jundiai oportunidade para poucos", é isso mesmo minha gente, vejamos: pagaram pelos grafites feitos na 9 de julho $825 mil reais(me engana que eu gosto)gastaram (segundo proprios funcionarios que fizeram as instalações) 10 milhões com a iluminação da 9 de julho, gastaram mais 75 milhões na reformulação da 9 de julho(dinheiro do pac para saneamento), ai so me faltava essa agora, abro o jornal de domingo e vejo as fotos de um cidadão sério em plena inauguração de seu suposto empreendimento em plena nove de julho, se me lembro bem esse cidadão tinha ou tem negocios muito estranhos em Fco Morato, tipo assim receptação de carga roubada e outros podres. E agora posa em nossos jornais em coluna social como se fosse morador de jundiaí.Olha minha gente pelo passado desse cidadão só posso afirmar duas coisas, ou ele é o mais novo LARANJA do pomar dessa cidade, ou deve estar gastando muito em sabão em pó pra fazer enorme lavagem.É por isso que cada mes que passa tenho mais vergonha de ser jundiaiense e viver nessa podridão chamada JUndiaí. Oportunidade sim, mais para poucos.

Anônimo disse...

É isso aí, gente!
O que mais me deixa indignada é que as pessoas ainda acham que "Jundiaí está uma cidade bem cuidada" e, quando comento as barbaridades dos "coronéis", dizem que não sabem de nada. Aos que reclamam, digo que merecem, pois tiveram a oportunidade de mudar e não o fizeram, mas a resposta é que não votaram neles. Entaõ pergunto: quem votou, se eles ganham direto no primeiro turno? Estranho, não? O PSDB vai completar 24 anos no poder nessa cidade. São 24 anos!!!!! É uma vida! E o revezamento é sempre o mesmo, entre 3 nomes, aliás, os donos da nossa querida Jundiaí.
ATÉ QUANDO? ACORDA, POVO! Vamos deixar de ser conservadores e acomodados.

Índio de Tanga disse...

A indignação é de que além dos 800 cones, diversos agentes de trânsito, confecção de faixas, placas, compra de guarda-sol e outros instrumentos, eles imobilizaram uma ambulância durante todo o tempo em que a ciclovia permaneceu vazia...

Os enfermos, doentes, acidentados que necessitavam de uma ambulância, certamente tiveram que "esperar" por uma viatura que estava fazendo parte do circo armado pelos tucanalhas de nossa terra querida, Jundiaí.

Não é só aí. Se quiser ver mais ambulâncias paradas, imobilizadas, sem uso efetivo e sem prestar serviços à população, é só fazer uma visita à alguma festa de bairro ou de alguma paróquia. Sempre tem uma ambulância parada.

Curioso é que se alguma igreja não católica solicitar, as viaturas não serão disponibilizadas! Coisas do estado laico.

Tadinho do povo de nossa terra querida, Jundiaí...

Vai votar mais uma vez na tucanalhada e, depois ficar se lamentando que não tem ônibus nos bairros, que as UBS não atendem 24 horas por dia, que nos bairros as ruas são uma cópia fiél das crateras lunares, que as calçadas novinhas existentes no interior da Praça da Bandeira estão esburacadas, que não há iluminação adequada naquela praça à noite.

Para conseguir vaga para seu filho numa creche, tem que ir pedir ajuda da Delegacia de Defesa da Mulher e, da Defensoria Pública.

Para não ficarmos parados no trânsito e não perdermos a hora de entrar no serviço, temos que sair de casa com mais de uma hora de antecedência e ficar espremidos naqueles transportes urbanos que mais parecem transporte de porcos; velhos, sujos, mal conservados e sempre fora do horário.

Isto é JUNDIAÍ, ONDE É BOM SE VIVER !

Anônimo disse...

ciclofraude